segunda-feira, 19 de julho de 2010

Desconstrução Transparente - Günter Behnisch


Parque do Estádio Olímpico de Munique - 1972

A Olimpiada de Munique foi a primeira que acompanhei pela televisão e três coisas marcaram minha memória: o atentado terrorista realizado pela OLP, o desfile da bandeira olímpica ao som da Nona Sinfonia de Beethoven no encerramento e a incrível arquitetura do parque olímpico.
Um dos responsáveis pela inovação foi Günter Behnisch, nascido na cidade mais bonita da Alemanha, Dresden. Depois da Segunda Guerra, Benisch estudou arquitetura em Sttutgart e seguiu os passos de arquitetos modernistas como Mies van der Rohe e deu corpo a sua arquitetura democrática e transparente. Para ele a arquitetura deveria servir à humanidade, sem nenhum traço simbólico ou ideológico. Deveria estar integrada à paisagem, ao cotidiano das pessoas. O homem não deveria ser dominado por ela. Devia simplesmente habitá-la. 

Norddeutsche Landsbank - Hanover - 2002

Museu Oceanográfico - Stralsund - 2008

Academia das Artes - Berlin - 2004

Academia das Artes

Escritórios Unilever - Hamburg - 2009

Escritórios Unilever 

Escola St. Benno - Dresden - 1996

Spa - Bad Elster - 1999

Condomínio Residencial - Ingelstadt - 1997

Complexo do Plenário do Parlamento Alemão - Bonn - 1992

Museu Postal Nacional - Frankfurt - 1990

Escola de Engenharia - Ulm - 1963

Para ver mais: www.behnisch.com 

Um comentário:

marcelo dalla disse...

Fantástico!!!!! A moderna arquitetura alemã é mesmo um arraso!!!!!!!!!!!!!!
bjos