sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

A Inglesa com Olhar Brasileiro



A inglesa Maureen Bisilliat, filha de pai diplomata, ganha uma alma errante. Em 1957 vem morar no Brasil e começa a fotografar no início dos anos 1960. As fotos de Maureen - de um Brasil interior, indígena, rural e sertanejo - destacam-se em revistas como Realidade. Entre suas produções marcantes está o ensaio Caranguejeiras, com mulheres tirando sustento da lama nos mangues de Pernambuco. Transforma imagens em elemento narrativo de textos de escritores brasileiros. Faz uma releitura poético-visual de textos de Guimarães Rosa, Drummond, Euclides da Cunha, João Cabral de Melo Neto, Adélia Prado, Jorge Amado e Mário de Andrade. Em 1988, convidada por Darcy Ribeiro, viaja pela América Latina e forma o acervo de arte popular do Pavilhão da Criatividade no Memorial da América Latina. Descobriu o vídeo como nova forma de expressão e torna-se documentarista.

A João Guimarães Rosa
1966





Cenas do Dia-a-Dia
Anos 70







Uma exposição nos aproxima outra vez da obra de Maureen Bisilliat. Mais de 200 fotos, por ela selecionadas, podem ser vistas no Instituto Moreira Sales, no Rio de Janeiro. A partir de Fevereiro, será a vez de São Paulo, no Centro Cultural da Fiesp.    

Caranguejeiras
1968




O acervo de Maureen Bisilliat com mais de 16 mil documentos pertence ao Instituto Moreira Sales. http://ims.uol.com.br/

Um comentário:

marcelo dalla disse...

Uau!!! Fantástico, maravilhoso. As fotos parecem pinturas. algumas até mágicas. Gostei muito, não a conhecia,
Bjo querido!