quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Linear, Curvo e Ponteagudo

















Affonso Eduardo Reidy criou uma arquitetura adapta à realidade do espaço, aberta ao convívio social, com intenção comunitária. Reidy integrou a chamada "Escola Carioca" e participou da equipe que projetou o Palácio Capanema, sede do Ministério de Educação e da Saúde, no início da década de 40.


Palácio Capanema - 1945

Com as curvas do Conjunto Residencial do Pedregulho, em 1946, redesenha a paisagem e destaca o lazer, a convivência. A evolução dessa idéia vem com o Marques de São Vicente, em 1952. Surgem espaços abertos e maior definição espacial.

Conjunto Habitacional do Pedregulho - 1946


Como arquiteto-chefe e diretor do Departamento de Urbanismo da prefeitura da antiga capital federal, foi responsável por grandes obras de urbanização.

Teatro Popular Armando Gonzaga - 1950

Conjunto Habitacional Marques de São Vicente - 1952

Nos anos 60 Reidy tem a chance de realizar uma obra marcante da paisagem carioca, o Parque do Flamengo. Inaugurada em 1965, a área reúne lazer, esporte e cultura, envolvidos pelo paisagismo de Burle Marx.

Parque do Flamengo - 1965

A sede definitiva do Museu de Arte Moderna foi elaborada em 1953, mas finalizada somente em 1968, quatro anos depois do falecimento de Reidy. As linhas retas do prédio modernista se inserem perfeitamente ao local.

MAM - Rio de Janeiro - 1968

Reidy e seu espaço - (1909 - 1964)

Um comentário:

marcelo dalla disse...

Excelente post, excelente blog. Adorei! É uma honra ser o primeiro seguidor!!!